Special Halloween: 5 coisas que morro de medo

Quem vai festejar o Halloween hoje?

No célebre “dia das bruxas” vou partilhar contigo 5 dos meus piores medos.

Já estás a tremer comigo?

Não sou make up artist nem vou encher o teu feed com maquilhagens temáticas porque tenho zero jeito para isso.

No entanto, posso partilhar contigo algo muito pessoal com que te poderás ou não identificar: os meus maiores medos.

“Respeito”, “friozinho na barriga”, “coração aos pulos” ou “suores frios” tudo isto não é diferente de “ter medo”. Todos nós já tivemos medo mais do que uma vez na vida.

Não sou uma pessoa muito medrosa, por norma, até me considero bastante destemida e não é qualquer coisa que me assusta. Mas… há 5 coisas que me tiram do sério.

Vou partilhá-las contigo por ordem decrescente, boa?

#5 – Perder o telemóvel

Ok, dos 5 este é o meu medo menor. No entanto, é algo que me assusta porque tenho “a minha vida toda” no telemóvel.

Ia-me custar imenso perder tudo o que lá tenho guardado e aposto que partilhas este medo comigo.

Aquele mini-ataque cardíaco quando não o encontras na mala/bolso, quem nunca?

#4 – Tarântulas

Coloco este medo em 4º porque nunca me cruzei com nenhuma em Portugal sem ser no jardim zoológico e, sinceramente, não faço questão.

Horripilam-me aqueles olhos e patas felpudas. Que horror.

#3 – Medusas

Bem, este aqui seguiu-se a um documentário no qual percebi que é a espécie com o veneno mais mortífero do mundo.

São um género de alforreca e existem no oceano. Quando vi o documentário ainda não existiam na costa portuguesa.

Mesmo assim, morro de medo de encontrar uma ao entrar no mar porque não há nada que nos possa salvar de uma picada de medusa.

#2 – Perder a memória

A memória é o disco rígido da nossa vida. Sem ela não sabemos sequer quem somos e assusta-me muito a ideia de perder a minha identidade e tudo o que representa a minha vida.

#1 – Perder alguém da minha vida

Este é o meu pior medo e tremo só de imaginar. Infelizmente é o mais provável de um dia acontecer porque como diria um velhote qualquer “é a lei da vida”.

No entanto, prefiro passar à frente, não pensar nestas coisas e viver a minha vida sempre de copo meio cheio com a alegria que me caracteriza.

E tu? Quais são os teus piores medos?

Conta-me tudo!

Bisous,

Marina Véronique

despedida

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s